fbpx

Comercial

46 2604-0385 | 46 99129-7112 comercial@controlgas.com.br

Suporte

46 3025-6255 | 46 3225-0639 suporte@controlgas.com.br

Financeiro

46 3225-0414 | 46 99119-3462 financeiro@controlgas.com.br

Arquivo de categoria Dicas e curiosidades

Como ter uma gestão de entregas eficiente em sua distribuidora?

Como ter uma gestão de entregas eficiente
em sua distribuidora?

por Marketing ControlGás 

A implementação adequada dos serviços de entrega, bem como dos controles dele, dentre outros fatores, pode ajudar a aumentar a eficiência geral dos negócios, reduzindo significativamente o tempo, o esforço e os custos. Segundo um relatório global sobre a experiência da compra virtual, 43% dos consumidores não voltariam a um varejista online dentro de um mês após uma experiência de entrega negativa, enquanto 38% nunca voltariam novamente. 

Dica 01

Assim que os pedidos chegarem, seu time deve começar a planejá-los imediatamente, para perder o menor tempo possível. Planeje todas as etapas com antecedência para estar mais bem preparado.

Dica 02

Monitore rigorosamente os prazos – Você pode achar isso óbvio, mas é bastante comum encontrar empresas que não monitoram os prazos da expedição de documentos, o que acaba gerando multas pelo atraso.

Com o módulo Teleatendimento do software ControlGás você gerencia em tempo real o status de cada entrega. O horário do pedido, do repasse para o colaborador e da entrega da mercadoria são atualizados automaticamente.

Dica 03

Tenha controle da localização das frotas em tempo real – Você sabe onde seus entregadores estão? Além de essa informação trazer mais segurança e satisfação para os seus clientes, ao acompanhar suas entregas em tempo real, você melhora suas decisões logísticas, acompanha movimentações estranhas e emite alertas para sua equipe em caso de imprevistos. 

Conheça já nosso app Deliv, com adicional localizador! 

Dica 04

Calcule as rotas com máxima precisão – Sua entrega pode até demorar mais do que o normal, porém, um ponto essencial para garantir que os clientes não fiquem insatisfeitos é deixá-los bem informados quanto ao prazo de entrega. Por exemplo, se você demora 7 dias para entregar uma mercadoria em determinada localidade, mas informa ao cliente que o prazo é de 5 dias, as chances são de que ele fique insatisfeito com o atraso, e não volte a fazer negócio com a empresa. Por isso, na hora de precificar o frete e calcular os custos de entrega, é preciso muito cuidado. 

Dica 05

Tenha dados em mãos para otimizar sua atuação – Qualquer gestor sabe que não dá para tomar boas decisões de gestão sem se basear em dados sólidos e precisos. No software ControlGás, você conta com inúmeros relatórios para a sua gestão de entregas, tornando mais fácil visualizar erros e possíveis pontos de melhorias.

Fonte: Fabrício Santos, especialista em logística.

Mitos e verdades sobre vazamento de gás de cozinha

Mitos e verdades sobre o vazamento
de gás de cozinha

por Marketing ControlGás 

Com o isolamento social imposto pela pandemia do Coronavírus, a venda de gás de cozinha aumentou 30% em onze estados brasileiros, comparado com o mesmo período no ano passado. A alta demanda foi registrada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Apesar da utilização frequente, muitos imprevistos acontecem devido ao manuseio incorreto, falta de manutenção e armazenamento inadequado, no caso do botijão. Para evitar riscos e desmistificar crenças, confira uma lista lista com alguns mitos e verdades sobre o vazamento de gás.

Todo vazamento pode ser identificado pelo cheiro. Verdade.

Este é o principal sinal de que algo está errado, tanto em gás encanado quanto botijão. Um modo prático de verificar se está tudo bem para quem utiliza botijão, é utilizar o ‘teste de bolha’. Com a válvula do gás aberta, basta umedecer uma esponja com água e sabão e distribuir ao redor das conexões. Em caso positivo, o líquido vai borbulhar sinalizando o local de escape. Curiosidade: o gás não possui odor, o que sentimos é um aditivo chamado Mercaptano, um agente químico adicionado ao produto para indicar um problema.

Em casos de vazamento, é recomendado sair imediatamente do local. Verdade.

Em caso de emergência, o primeiro passo é evacuar o ambiente e retirar todas as pessoas da casa, incluindo animais de estimação. Se o cheiro não estiver muito forte, aproveite para desligar a válvula e abrir as janelas e portas, permitindo a dissipação do gás. Caso contrário, saia imediatamente do local. Inalar grande quantidade de gás pode causar perda de consciência ou até mesmo morte causada por envenenamento de monóxido de carbono, risco de incêndio e exposição a subprodutos tóxicos. Se o vazamento tomar proporções muito grandes, entrar em contato com a empresa de gás da região ou para que possam tomar as medidas necessárias.

O botijão de gás pode ser instalado em qualquer lugar da casa. Mito.

Esse é um erro comum que acontece em muitas casas. O recipiente deve estar armazenado em um local bem ventilado para contribuir na circulação do composto em caso de vazamento. Por isso, não é recomendado deixá-lo em locais fechados, como armários e gabinetes. Outro ponto de atenção é colocá-lo longe de tomadas, interruptores e instalações elétricas. O ideal é que fique em um espaço coberto, para que proteja o bujão do mau tempo. Até mesmo as famosas capas que servem como item de decoração, devem ser evitadas.

Em caso de vazamento, não é recomendado ligar a luz. Verdade.

Em hipótese alguma é recomendável acionar qualquer dispositivo elétrico como, por exemplo, interruptores e tomadas, especialmente se o cheiro tiver se espalhado em um ambiente confinado. Ao ligar a luz, a faísca que acontece nesse meio tempo pode provocar uma explosão. Não utilize o fogão antes de uma consulta especializada.

Acidentes só acontecem com eletrodoméstico usados. Mito

Os motivos podem ser diversos. Desde um equipamento com falta de manutenção, até má instalação. Para garantir que aparelhagem e vedação seja feita de maneira correta, é indicado contratar um profissional. Novos ou antigos, todos os aparelhos merecem cuidado, como a realização de uma manutenção preventiva, que pode ser feita por meio checando a validade das mangueiras e conferindo as tubulações de cobre e registros. No caso do botijão, é indicado sempre adquirir um produto de uma empresa confiável e referenciada.

Fonte: bonde.com.br