O que a sua revenda de gás pode fazer para ajudar a prevenir a transmissão do Covid-19?

Por se tratar de um lugar onde as pessoas passam a maior parte do dia, e ficam reunidas por horas, o local de trabalho é um dos lugares com maior potencial de multiplicação da Covid-19. 

Além do contato físico, os colaboradores compartilham documentos, objetos, equipamentos e outros materiais que podem estar infectados com o coronavírus. 

Sabendo disso, quais ações podem ser realizadas para ajudar a evitar a transmissão e contágio do vírus em sua empresa e no mundo? Confira abaixo as estratégias e recomendações que podem ser adotadas.

Reforçar a higiene e organização da sua revenda de gás

É preciso reforçar a limpeza nos ambientes da sua empresa, principalmente onde o fluxo é mais intenso. As superfícies e estações de trabalho devem ser limpas regularmente ao longo do dia.

Incentive os visitantes e colaboradores da sua empresa a higienizar as mãos constantemente

Se você ainda não tem frascos de álcool em gel ou desinfetante para as mãos espalhados pela empresa, algo está errado. A higienização das mãos é fundamental para impedir a infecção pelo vírus. Para a conscientização dos colaboradores, invista no endomarketing, reuniões e conversas pontuais, sempre reforçando a importância de todos fazerem a sua parte.

Instrua a sua equipe 

De nada adianta manter a empresa higienizada se os colaboradores não estão engajados com a causa. Promover a educação em relação ao coronavírus se torna extremamente essencial para que todos conheçam e aprendam técnicas de como evitar o contágio.

Distribua impressos para promover a higiene respiratória e instruções básicas.

Confira algumas:

  • Ao tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz com um lenço e posteriormente descartar no lixo. Caso não tenha um lenço no momento, cobrir com o braço, a frente.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos (principalmente quando não lavadas).

Se necessário, forneça máscaras e lenços de papel para quem apresentar tosse ou coriza no ambiente de trabalho, além de lixos para o correto descarte de material contaminado.

Mantenha os funcionários que estiverem apresentando sintomas, ou que estejam doentes, em casa

Seguindo as recomendações da OMS, as empresas devem incentivar os colaboradores a ficarem em casa, caso apresentem tosse ou febre leve (37.3º ou mais).

Se eles estiverem medicados com remédios como paracetamol, ibuprofeno ou aspirina, estão sujeitos a mascarar a infecção e seus sintomas, e devem permanecer em casa. É uma medida poderosa para evit ar a contaminação dos outros funcionários.

Viagens e locomoções a trabalho

Os empregadores e os empregados devem se perguntar se as viagens a trabalho, seja para entregas ou prospecções, para regiões com muitos casos de Covid-19 são realmente necessárias. No caso de serem mantidas, algumas medidas de prevenção devem ser seguidas:

  • Evitar enviar colaboradores com doenças crônicas (como diabetes, problemas cardíacos e doenças respiratórias) para regiões onde já há muitos casos de coronavírus. 
  • Caso a viagem seja inevitável, instrua seus funcionários sobre as medidas preventivas e forneça álcool em gel (e todo o necessário) para facilitar a higiene.


Além disso, é fundamental que os funcionários saibam o que fazer e com quem entrar em contato, quando se sentirem mal durante a viagem ou se entrarem em contato com uma pessoa infectada com o coronavírus.

Sempre seguindo as orientações pelos órgãos governamentais da região, sobre locais e regiões que estão em estado de emergência.

Ao retornar de uma viagem, é preciso monitorar possíveis sintomas por 14 dias, caso se tenha viajado para alguma região com surto de coronavírus. A temperatura do responsável pela viagem deve ser medida ao menos duas vezes ao dia. Se o funcionário apresentar tosse ou febre baixa (37.3° ou mais), deve ser orientado a ficar em casa e evitar contato próximo com outras pessoas, seguindo as recomendações da OMS. É importante entrar em contato com um médico para o diagnóstico correto.

Recomendações no ato da entrega

Sabemos que o bom relacionamento com o cliente é fundamental para um relacionamento em harmonia e a fidelização deste, porém, em tempos de pandemia, algumas medidas precisam ser acatadas.

É necessário evitar os cumprimentos como aperto de mão, já que a principal forma de transmissão do coronavírus é feita por meio do contato físico. Os entregadores devem manter uma distância segura, mínima de 2 metros, dos clientes no momento da instalação ou entrega do botijão.

Também é necessário tomar cuidado ao compartilhar objetos ou itens que possam transmitir o vírus. A recomendação é de não ficar em lugares com aglomerações, além de manter todos os ambientes ventilados.

Estamos acompanhando de perto a situação do coronavírus no Brasil, por isso, evite aglomerações, e se você puder, fique em casa.

Caso contrário, use máscara sempre que for sair e não esqueça de sempre higienizar as mãos.

Enquanto isso, a gente continua contribuindo para o abastecimento de energia do país e do mundo.

Coloque o seu melhor e-mail
e receba todas as novidades: